fale conosco Fale Conosco mapa do site mapa do site feeds rsstwitter

https://paperio-live.com/
https://pmasites.com/https://casinositeleriniz.com/https://fbhesq.com/
Spanishenglish.com spanishenglish.com makes it easy to translate Spanish to English, and it also helps to translate English to Spanish for free.
Ingilizce Turkce ceviri, Turkce Ingilizce ceviri, ingilizce turkce cumle ceviri, ingililizceyi turkceye ceviri gibi tum dillerde dogru ceviri hizmetleri bu sitede. ingilizceturkce.gen.tr
Replica Designer watches
https://babesoflondon.com/
bostanci escortanadolu yakasi escort
http://istanbulartsnob.comhttp://istanbullies.com/

baner principal com título e logo do estado
Imprimir

Current Size: 100%

  • Preto/White
  • White/Preto
  • Yellow/Azul
  • Standard

Current Style: Standard

Pará ganha nove estruturas portuárias públicas em 2022

Pará ganha nove estruturas portuárias públicas em 2022

O Governo do Pará, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), continua os trabalhos de estruturação e melhoria da malha hidroviária do estado, trazendo melhorias aos usuários desse tipo de transporte. Em 2022, a Companhia entregou nove estruturas portuárias públicas em várias regiões do Pará, sendo sete terminais hidroviários e dois trapiches.

 

"As obras entregues até o momento demonstram o avanço dos trabalhos da Companhia de Portos e do Governo do Estado para melhorar a malha hidroviária do nosso estado. São obras relevantes para as cidades, em que os usuários têm a oportunidade de fazer o embarque e desembarque com segurança, além de também contribuir para o transporte escolar, já que as embarcações também aportam para levá-los para locais mais distantes nos município", destaca Abraão Benassuly presidente da CPH.

 

Baixo Amazonas - Na região do Baixo Amazonas, a CPH entregou o Terminal Hidroviário de Santarém em abril deste ano. Considerado o maior e mais moderno terminal hidroviário público de passageiros do Brasil, a obra beneficiou cerca de 700 mil habitantes de municípios da região, e tem capacidade para atender, diariamente, cinco mil usuários. O investimento foi superior a R$ 93 milhões. A construção do terminal representou a criação de 850 postos de trabalhos, com a geração de 700 empregos diretos e 150 indiretos. O terminal, com mais de 22 mil metros quadrados de área construída, conta com guichês para venda de passagens, guarda-volumes, carrinhos para bagagens e cadeiras de rodas. A sala de embarque dispõe de 1.205 cadeiras longarinas, rede wi-fi gratuita e duas escadas rolantes que facilitam a acessibilidade ao segundo piso.

 

Climatizado, o equipamento público tem vestiários e banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência. A área inclui ainda farmácia, três lanchonetes, restaurante e espaços para instalação de lojas e quiosques, além de salas para órgãos de segurança e justiça. Para oferecer segurança no embarque e desembarque de passageiros, o terminal dispõe de rampa metálica biarticulada, passarela coberta e flutuante com oito fingers para atraque das embarcações. Na área externa, o estacionamento dispõe de 5.800 metros quadrados e inclui vagas para carros, motocicletas e bicicletas, além de pontos cobertos para táxis e ônibus. Já o terminal de cargas tem galpão com mais de seis mil metros quadrados para abrigar cargas e utensílios dos passageiros.

 

Na mesma região, a Companhia entregou ainda as obras de reconstrução do Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Alenquer - Sábato Antônio Vallinoto. No total, o Estado investiu mais de R$ 5 milhões no equipamento público, que beneficiou cerca de 60 mil habitantes. Agora, o terminal conta com cadeiras confortáveis, banheiros masculino, feminino e pessoas com deficiência, carrinhos para bagagens, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TV e bebedouro. O novo terminal também ganhou rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto, para embarque e desembarque de passageiros, equipamentos que o antigo porto não possuía. Conta ainda com Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), além de sinalização, acessibilidade e paisagismo.

 

Marajó - O arquipélago do Marajó ganhou quatro portos reconstruídos pelo Governo do Pará em 2022. Os municípios de Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Curralinho e Portel agora dispõem de equipamentos modernos para o embarque e desembarque de passageiros.

 

Os terminais hidroviários contam com espaço de embarque, carrinhos para transporte de bagagens, salas para órgãos oficiais, banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência, bebedouros, lanchonetes, TVs, guarda-volumes e guichês para vendas de passagens. Os equipamentos foram contemplados com a instalação de rampas metálicas articuladas cobertas e flutuantes cobertos para embarque e desembarque de passageiros, o que os antigos portos não ofereciam aos usuários. Além disso, todos os portos também possuem estações de tratamento de esgoto, sinalizações internas e novas instalações elétricas e hidrossanitárias.

 

Nordeste - Um dos lugares mais paradisíacos e visitados no Pará, a ilha de Algodoal, em Maracanã, município da região Nordeste, ganhou o primeiro Terminal Hidroviário Turístico este ano. O Estado investiu mais de R$ 2,8 milhões no novo equipamento, beneficiando cerca de 30 mil habitantes do município. Construído em uma Área de Proteção Ambiental (APA), o terminal possui cadeiras confortáveis, banheiros masculino, feminino e para pessoa com deficiência (PcD), carrinhos para bagagens, guichês para vendas de passagens, lanchonete, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, televisão e bebedouro.

 

Já a obra naval conta com rampa metálica biarticulada coberta e flutuante coberto para embarque e desembarque de passageiros, além de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), sinalização, acessibilidade e paisagismo. Para se adequar ao principal meio de transporte local, o porto conta com terminal para embarque e desembarque de carroças. O espaço é administrado pela Prefeitura de Maracanã, e está preparado para potencializar a atividade turística na ilha, que recebe cerca de 300 mil turistas por ano.

 

Também na mesma região, o município de São João da Ponta dispõe, agora, de duas estruturas portuárias. O primeiro trapiche fica na sede da cidade e conta com uma área total de 134,34 m2. A estrutura teve a substituição do píer de madeira por concreto, a recuperação estrutural de vigas e pilares e demais espaços que apresentavam danos. O local ganhou a instalação de quatro lanchonetes, guarda-corpo, iluminação, cobertura, pinturas e piso. O custo da obra totalizou em R$ 518.512,30.

 

Já segunda estrutura entregue, em São João da Ponta, fica localizada na Vila de Porto Grande, às margens do rio Mojuin. O trapiche possui uma área total de 191,27 m² e foi totalmente reconstruído. A obra abrangeu toda a estrutura de construção civil, contemplando substituição do píer de madeira por concreto, a recuperação estrutural de vigas e pilares e demais estruturas que apresentavam danos, bem com instalação de guarda-corpo, iluminação, cobertura, pinturas e piso. Um investimento de R$ 348.469,12.

 

No total, a CPH já entregou 19 portos e continua com 16 obras em andamento, totalizando 35 estruturas portuárias. Foram oito terminais hidroviários construídos, além de 11 reconstruídos e readequados. Os portos entregues representam mais de R$ 150 milhões em investimentos, já os em andamento, totalizam quase R$ 69 milhões. Todos os recursos são oriundos do Tesouro Estadual.

"As obras nos deixam muito felizes, pois tivemos um saldo positivo de estruturas importantes este ano na CPH. Tivemos muitas obras entregues no Marajó e outras que ainda serão entregues, concluindo toda aquela importante região. Isso demonstra a visão do nosso governador Helder Barbalho na revitalização de toda infraestrutura portuária do Estado, da mesma forma que ele se preocupa em dar atenção à malha rodoviária, também se preocupa em melhorar a malha hidroviária, então, quem ganha com isso são as populações desses municípios", conclui Abraão Benassuly.

 

 

 

Por Bruno Magno (Ascom CPH) 

Copyright © 2012 - CPH (Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará)

Av. Generalíssimo Deodoro, 367
CEP: 66050-160, FONE: (91) 3221-4100
Umarizal - Belém - Pará

selo de validação w3c selo de feito em drupal selo de feito pela PRODEPA